Jovens Pelo Naturismo Calendário e actividades da JPN e de outros clubes Informações sobre Naturismo Textos, crónicas, opiniões Participa no nosso fórum Links relacionados com Naturismo Contactos da JPN

O que é que Naturismo tem a ver com amoras?

Pois bem... assim numa primeira análise e numa resposta rápida, podemos responder que "comer amoras ao natural é bom!". Sim, é bom comer amoras ao natural... mas estamos a falar das amoras em estado natural, ou de quem as come em estado natural?
Muitos pensarão que serão as amoras em estado natural, mas haverá muitos outros que pensarão que será quem as come... pois é... podem perfeitamente ser as duas coisas!

E sabem quem me ensinou isto? -Que não é nada por aí e além difícil de aprender - Foi a minha mãe!
E não foi numa perspectiva de: "podem-se comer amoras em estado natural, estando nós próprios em estado natural"... Não, não... e até porque a minha mãe não é naturista! O que ela me ensinou, aí desde os meus 3 ou 4 anos, é que "Só se podem comer amoras em estado natural, se estivermos nós próprios em estado natural!"
E porquê?
Mas porque será que uma mãe ensina estas coisas a uma criança?
Nada mais nada menos que... por causa das nódoas!!! As nódoas de amora são da coisa mais difícil de tirar da roupa! E fartinha de esfregar as nódoas que teimavam em ficar "coladas" à roupa... Ela muito sabiamente ensinou-me que para se poder comer amoras em estado natural, temos que estar nús!
Ora eu, de tenra idade que era, não entendia muita bem esta regra... mas não me custava nada obedecer-lhe! Cada vez que me apetecia amoras, tirava a roupa e lá ia eu toda contente subir à amoreira para comer umas quantas... e acho que foi também nesta fase que aprendi pintura corporal... sabem lá as coisas magníficas que se podem pintar na barriga e nos braços com o suco de uma amora madurinha acabadinha de apanhar!
A partir de uma certa altura, já nem precisava de lhe dizer que queria comer amoras, bastava aparecer nua que ela já sabia de que assunto se tratava!

Bem, agora provavelmente chegou a altura de contextualizar... eu vivi num monte isolado perdido numa planície em que havia uma grande amoreira a alguns metros da rua da minha casa. As amoras eram fabulosas, de uma cor muito intensa e muito suculentas. A única maneira de poder comer amoras sem ouvir a monumental descasca por causa das nódoas, era subir à arvore nua! Acho que já nessa altura eu era naturista, pois às tantas eu já não sabia se me despia para ir às amoras, ou se ia às amoras para me despir!
Seja como for, gostava das duas coisas... e ainda continuo a gostar...
Não consigo deixar de rir para dentro cada vez que passo num qualquer supermercado ou banca de praça onde estejam amoras à venda, pois penso sempre: "E se me despisse agora aqui para comer umas amorazinhas?"

E acho que foi assim que comecei a ser naturista!

Liliana

eXTReMe Tracker